SEGUIDORES

terça-feira, 28 de junho de 2011

Resposta a um pedido de aconselhamento conjugal

Prezado Pastor Ismael, a paz do senhor:

Meu nome é Roberto e gostaria muito de poder contar com sua ajuda e orações. Minha situação é a seguinte: Sou cristão há mais de dez anos, sempre busquei estar firme aos pés de Cristo e fazer sua vontade.
No ano passado conheci uma irmã daqui da igreja, ela , muito dedicada na obra de Deus trabalhando com crianças. Começamos a conversar e ela revelou que sempre esteve de olho em mim e sonhava em se casar comigo. Ela é mãe solteira com 2 filhos de dois relacionamentos anteriores antes de sua conversão a Cristo. Lutei contra preconceitos, pois em Cristo somos nova criatura. Namoramos 06 meses e nos casamos. Daí começaram os problemas, pois ela só tinha tempo para as crianças não tinha tempo para mim. Eu me sentia que tinha só abrigado uma família dentro da minha, pois minha mãe é doente e vive comigo.Para o senhor ter uma ideia mal tínhamos relações sexuais eu me senti abandonado em minha própria casa, para completar quando eu chamava a atenção das crianças ela não suportava.Após 05 meses de casamento nos separamos. Após 01 mês ela começou a relacionar-se com um rapaz e não teve tanta dificuldade de se entregar para ele,mas comigo era diferente pois sempre quando a procurava ela me dizia que tinha dificuldade com sexo por problemas do passado. Depois de 02 meses ela se arrependeu, e começou a me ligar, mas o rapaz começou a ameaçá-la de morte se ela voltasse para mim. Depois até de passar por agressão ela conseguiu romper com ele.Agora ela voltou para a igreja e agora quer restaurar o casamento. Eu ainda tenho um grande carinho por ela, e também percebo que muita coisa aconteceu como consequência do divórcio. Estamos estudando juntos um estudo bíblico sistemático sobre casamento e tenho visto nela muita vontade de mudança, mas agora quem esta travando sou eu, pois o medo de tudo repetir e as dúvidas quanto ao meu próprio sentimento tem me sufocado.Gostaria de um conselho do senhor,pois não tenho me sentido a vontade também com minha atual condição de divorciado, quero fazer a vontade de Deus. Desde já muito obrigado.

RESPOSTA:

Se eu estiver enganado, me perdoe, e ore mesmo, faça estudo bíblico junto com ela, pois Deus pode tudo. Não podemos falar do futuro, dá para se ter uma vaga idéia do que possa acontecer, mas só o Senhor sabe a verdade.E outra coisa, podemos julgar os atos das pessoas, isso não é errado, somos seres pensantes, temos discernimento, mas não devemos julgar o coração de ninguém.
Os atos dela não são condizentes com a verdade de uma esposa cristã, mas o seu coração pode estar mudado e estar desejando uma nova vida, mas só você é que deve fazer um juizo sobre isso.

Mas temendo que você fique desorientado e decida mal, quero falar algumas coisas, na verdade foram coisas que você mesmo observou no seu texto, vamos ver:


Meu querido, os erros cometidos foram muitos. Você se casou de maneira precipitada, em seis meses de relacionamento ( na igreja) e já se decidiu por um casamento com alguém que já vinha de uma experiência fracassada , com filhos de outros relacionamentos. Não há problemas se casar com alguém que tenha filhos, mas seria preciso conquistá-los antes de se casar com a mãe deles, pois para eles você é um mal necessário, só isso.

Você tem a mãe doente dentro de casa e tenta  viver com uma mulher que se revelou  problemática, com filhos que provavelmente não te obedecem e não te vêem como pai? Qual a chance que esse casamento tem de sobreviver sem que se conserte tudo isso ? Como é que você administrou a questão de sua mãe, o que vocês conversaram sobre isso ? E quanto aos filhos dela, o que se convencionou, eles foram recibos como seus filhos, com amor recíproco, ou mal te suportavam?

Pense comigo,  depois que ela se separou de você em um mês ela arrumou um amante, e com ele transou legal, semm dificuldades, mas com você era complicado, traumas do passado a incomodavam.

Oh, meu querido, olhe com carinho esse relacionamento!  Olhe o histórico de vida
pois ele pode revelar o caráter dela.Você acha que ela mudou mesmo?

Será que você não foi crédulo demais? Jesus disse assim: “sejam simples como as pombas, mas astutos como a serpente”, querendo dizer: " Sejam pessoas acessíveis, de fácil relacionamento, cordatas,mas não sejam inocêntes demais”.

Os problemas que desencadearam a separação , ao que me parece estão todos presentes ainda, e podem interferir na vida conjugal. Veja bem, quando os problemas surgem eles precisam de uma solução, caso contrário, em algum momento eles irão se manifestar de forma violenta. Com sexo, não se resolve esses problemas, o sexo é um presente para quem vive bem com a esposa.

Você já pensou na possibilidade de ela estar buscando em você um provedor para as suas necessidades e não um amor, um marido?

Quanto a viver divorciado ou não, isso não deve ser o motivo pelo qual você deve se recasar, ainda mais no seu caso que você tem dúvidas do seu amor por ela. Percebi que você escreveu que ainda tem carinho por ela, isso é diferente de um grande amor. E quando se tem um grande amor, não se tem dúvidas. Eu sei que algumas pessoas podem ter dito a você que você deve voltar para o casamento e penso que deve mesmo, desde que resolva os problemas, pois do contrário, daqui alguns dias o divórcio poderá bater na porta de vocês de novo. Pode ser que esteja redondamente enganado, mas por aquilo que você escreveu, não dá para acreditar que seja diferente disso que estou dizendo.

4 comentários:

R. Béssia disse...

Como diz minha mãe, casamento é um passo sério! E ela também diz: olhe para tudo ao redor dele para saber quem ele realmente é! E foi por dá ouvidos a voz da experiÊncia que eu também pago um preço pelo meu casamento! Sei que esta história é particular, mas dele conselhos para mim mesmo.

Fred disse...

Bom Irmão, me perdoe. mas você é u irmão muito inocente.. se eu fosse você teria dado glória a Deus por ter separado e ela ter cometido adulterio... Parte para outra, mas escolha com carinho... namore 1 ou anos, conheça a famila. o tratamento com os pais. é isso.. Deus te abençõe..

Anônimo disse...

olá pastor ismael a paz do senhor meu nome é vanda tenho 23 anos sou casada ah 1 ano cinco més. m convertir tinha 16 anos meu marido tem 39 anos,mais ele ta muito fraco na fé então vem fazendo coisas que eu sei que nao agrada a Deus então nos brigamos muitos pq quonta disso ele assiste certo programa de tv que eu nao gosta ai começa as brigas, sou muito siumenta tab mais tem pedido a Deus para repriender isso me que sei que me prejudica muito. peco que ore por nosso casamento que ainda bem nem comesou e ja ta em crise toda essa briga tem prapalhando muito nosso amor que sentimos um pelo outro eu a amo muito. Tab nos brigamos pq ele toma finasterida um remédio para calvice que inibe muito o desejo sexual do homem me ajude porfavor nao quero perde-lo pois foi deus que nos uniu e me deu ele para eu cuidaer e ama-lo. pode divulgar sim pra todo mundo ver meu nome. obrigada! fica na paz

Anônimo disse...

bom dia,eu pedi uma ajuda em aconselhamento e nao recebi ou nao estou encontrando, porfavor preciso de ajuda estou sofrendo muito e estou um pouco perdido sem saber se devo separa ou acreditar que tudo isso pode ser mudado.
Pstor eu me converti em 1996 tive uma infancia distorcida fui muito maltratado por meu pai e tenho dificuldade de ser pai acabei fazendo as mesmas coisas com meus filhos ai foi quando começou tudo a dar errado.
minha esposa nasceu em um lar cristão e teve tudo de bom amor, carinho, amizade ela fala que eu tiro a paz dela quando discutimos, olha eu passo alguns dias bem de repente eu me sinto ofendido por algo q ela fala ai questiono q fui ofendido as vezes é por bobagem
mas tenho uma recaida é o que eu posso dizer que acontece.
ela fala que nao aguenta mai e que nao quer mais nada com migo e que nao gosta de mim ai conversamos e acabo melhorando ela diz que tenho q reconquistar-la vai tudo bem de repente vem tudo dinovo nao sei o que fazer .
a respeito dos meus filho nao bato mais neles so converso e as vezes eu sou grosso com ele ela fica com raiva de mim por isso , poxa eu gosto dela mas fica tao dificio ele acaba me isolando do contato fisico com ela nem abraço ela me da .
pastor gostaria de ajuda, realmente nao sei o que fazer ja que ela ja disse varias vezes que nao gosta mais de mim .
estarei aguardando por a sua ajuda ja que nesse momento de sofrimento nao enxergo a saida .
obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...