SEGUIDORES

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Meu marido gosta mais de ficar no trabalho do que em casa.O que fazer?

Texto extraído do livro “Amor e Respeito”, de Emerson Eggerichs, Ed.Mundo Cristão.
Já aconselhei muitas esposas cujos maridos são workaholics ( trabalhador compulsivo) em um grau ou outro.Em primeiro lugar, preciso deixar claro que não posso garantir que aquilo que tenho a dizer vai automaticamente fazer com que o marido desista de trabalhar tantas horas e que esteja em casa por mais tempo. Eu de fato ofereço três observações que em geral ajudam uma esposa a lidar com a situação de uma maneira mais positiva.
Em primeiro lugar, alguns maridos trabalham porque é no local de trabalho que eles se sentem respeitados. Se uma esposa é negativa, se reclama e é desrespeitosa, qual homem vai querer voltar para casa? Conheço um homem que assobiava e cantava nas manhãs de segunda-feira , e ele não cantava nem assobiava quando voltava para casa para passar o final de semana. Quando lhe perguntaram a razão daquilo, ele disse: “Preciso ficar em casa com minha esposa nos finais de semana”. Ora, é bem possível que, logo no início, sua esposa não o tivesse forçado a trabalhar tantas horas. Contudo, à medida que o padrão se estabeleceu, suas reclamações  em voz alta e cheias de amargura, aumentaram, e a negatividade dela  o persuadiu a permanecer no trabalho o maior tempo possível. Um homem não houve o profundo clamor do coração de uma esposa quando ela faz um ataque pessoal tanto a ele quanto a seu trabalho. Ele não ouve “resgate-me”.Em vez disso, ele ouve “desprezo você”. Assim, ele pede ( ou opta) por ficar mais horas no trabalho.
Segundo, se há necessidade de que alguma mudança seja feita, resmungar ou criticar não vai atraí-lo para casa.Você não precisa elogiá-lo por todo o trabalho que está fazendo longe de casa ( não se sinta na obrigação de respeitar o que pode ser uma obsessão negativa.)Em vez disso, olhe para as áreas não relacionadas ao trabalho que você pode expressar respeito. Lembre-se, você não pode desvalorizar aquilo que ele está fazendo no trabalho, para tentar fazer com que ele valorize mais a família. Não diga nem deixe implícita a idéia  “não vou respeitar você até que comece a me ajudar com a casa e as crianças”.Isso é o mesmo que forçá-lo a dizer ou a deixar implícito “não vou mais mostrar a você ou a família nenhuma quantidade de amor até que vocês comecem a me honrar por aquilo que faço no trabalho”O desrespeito nunca motiva o amor, e a falta de amor nunca motiva o respeito.
Terceiro, para influenciá-lo diretamente, diga de maneira respeitosa: “seu filho ( ou sua filha, ou nós) precisa mais de você em casa. Você tem uma influência singuar sobr ele. Em certas áreas, ninguém é mais importante para ele do que você. Pode não parecer assim para você, mas sua presença positiva tem o poder de mudá-lo. Sei que está atolado de coisas e tem pouco tempo livre, mas também sei que quer dar a ele essa parte de você que ninguém pode lhe dar.Obrigada”
Depois de dizer a sua mensagem “precisamos mais de você em casa”, não a repita nos próximos dez ou vinte dias. Mais tarde, faça menção dela de novo, de maneira calma e positiva, com um tom geral de um simples “lembrete positivo de sua importância”. Sempre escolha as palavras com cuidado. Nunca deixe implícito, nem remotamente, que você está de fato dizendo “se você não fizer uma mudança positiva, seu idiota, você vai destruir a mim e a nossos filhos.” Tenha confiança na Palavra de Deus.  A quietude grita para um marido. Um espírito gentil vai fazer brotar o cavalheiro que há dentro dele. O encorajamento respeitoso de seu marido sobre seu valor para a família terá influências com o passar do tempo. Apelos não emocionais e positivos terão o seu efeito sobre um homem bem intencionado.

5 comentários:

Anônimo disse...

oi a paz do SENHOR, sigo vcs a um bom tempo, desde que voltei para o SENHOR,mais nunca tinha comentado,hoje quando abri meu blog para tentar destrair minha mente, vi vcs e resolvi visita los e desabafar tambem, me chamo karine e sou casada a 10 anos,e 14 anos juntos com meu marido contando o namoro, juntos temos 2 filhos lindos um de 10 e outro de 4, casamos muito novos eu com 18 e ele com 20 sem experiencia nenhuma e estamos juntos ate hoje temos um problema antigo "o maldito ciume" nem sei o que escrever pois acho que estou aki somente para desabafar toda magoa que sinto por ser tão dedicada e ele ser tão ciumento eu me defino da seguinte forma pra vcs entenderem nossa vida...
Eu sou uma mulher hoje com 28 anos, sou uma mulher muito submissa a ele, não saio sem pedir a permição dele e se ele fala "não" eu obedeço ate pra ir visitar minha mae, amigas nunca posso visita las e se saio sou obrigada a levar um dos meninos comigo, ando com ele na rua olhando para o chaão pois por muitas das vezes ele insinuou que eu olhava para outras pessoas eu fui obrigada a sair da minha igreja por causa dele mais hoje ja voltei e ele tambem mais o ciume continua rondando nossa vida eu passei por uma cirurgia a 8 meses de bariatrica(redução de estomago)e lembrando eu fiquei gorda porque el exigiu que eu fica se assim se não ele não acreditava no meu amor por ele ate que cheguei a 106 kilos e não aguentava meu peso minha saude muito prejudicada resolvi por mim mesma operar operei sem o consentimento dele ele me julgou muito dizia sempre que quando emagrece se ia ficar exibida ia largar ele ia sair na rua só para homens me verem e mais coisas ruins enfim hoje peso 70 kilos tenho me cuidado e com certeza aparento ter realmente 28 anos pois antes aparentava ser muito mais muito mais velha era infeliz e ele feliz por me ver assim eu queria que ele fosse orgulhoso de mim mais acho que trago mais tristeza a ele do que felicidade, ele me disse que tenho que parar de me cuidar para ajuda lo a passar dessa fase não sei o que fazer pois depois dessa trasformação em perder tanto peso eu posso compara roupa eu nunca andei indecentemente não mostro nem o joelho não uso decote mais mesmo assim ele diz que sou ezibida que quero aparecer agora posso comprar roupe mais não devo para agradar ele eu tinha o cabelo encaracolado e pedi a ele para fazer um progressiva ele me deu dinheiro para eu fazer ate ai tudo bem né? que nada quando eu cheguei que ele me olhou com o cabelo espichado como ele diz que eu mudei que eu quero me mostrar que não sou mais a mulher dele que ele queria uma mulher seria não uma modelinho que isso não é uma coisa de mulher casada, eu fiquei nesse dia chorando a noite toda

Anônimo disse...

fui dormir 6 da manha e meu filho de 4 anos acordou 7:30 e eu tive que levantar para dar atenção de mae para ele e passei o dia todo trabalhando em casa e lavando roupa na mão pois minha maquina estragou e eu sei que não podemos arrumar e comprar outra eu lavo um roupero sem tamanho na mão fui dormir depois de 12:30 pois ele trabalhou de noite chegou com fome e eu fui para o fugao arrumar comida a ele desde que nos casamos eu arrumo sua comida dou roupa na mão faço tudo para ele se sentir amado eu não sei mais o que fazer,pois me sinto lezada sem valor nenhum eu sei que ele me ama mais as vezes quero me separar dele só pro causa do ciume agora em outras coisas ele é um otimo marido eu tenho muito temor de DEUS e amo muito meu marido ele é honesto confio nele, trabalhador, dedicado a familia, um homem bom que cuida de mim e das crianças muito bem o unico problema em nós e esse ciume que ta acabando com o que tenho de melhor em mim que é meu amor por ele não quero que acabe mais acho que mereço pelo menos um pouco de respeito faço sim todos seus caprichos fico sempre como ele quer mais mesmo assim não sou digna de sua confiança, quando estavamos afastados tinhamos um problema com filmes pornos e depois que o SENHOR ME resgatou 1 eu disse a ele que não era certo isso foi uma luta tremenda ate que ele volta se para o SENHOR veio problemas finaceiros terriveis que nos assola ate hoje são tantas coisas que nem sei se os irmãs estão me entendendo, ele saiu agora para ir trabalhar e eu disse a ele que se ele não muda se eu não queria mais ficar casada com ele eu to tão sobrecarregada me sinto como um poço de amargura tristeza pois eu casei para ficar casada não para ficar separada me sinto sem chão e agora não sei o que fazer eu nunca quis trair meu marido ele é meu amor ele me completa entende? obrigado por me escutarem eu vou colocar esse comentario em anonimo pois tenho 3 blogs e não gostaria de ser reconhecida mais meu email é mulhervitoriosa.karine@hotmail.com e se vcs quizerem visitar meu blog da redução de estomago passo por email pra vcs obrigado por me escutarem e desculpa qualquer coisa

mary disse...

Me casei muito cedo,conhecia pouco meu marido e fui morar com ele logo que nos conhecemos....Quando o conheci estava numa fase terrível de minha vida,sem ter para onde ir e ele me amparou!Temos dois filhos lindos,um de 4 anos e uma menina de 2 anos apenas!Estamos juntos há quase 10 anos!Meu marido é muito agressivo com as palavras,muito nervoso,fala sem pensar,é vingativo,dependendo do problema,chega a ser cruel!Teve problemas com drogas,no momento não está usando,mas esse fantasma me persegue dia e noite!Ele ama meu filho mas não tem paciência com a minha pequena!Eu moro no japão há 4 anos,não tenho amigos aqui,me sinto sozinha,ele vive na rua,não para em emprego nenhum,pois gosta de fazer negócios com carros!brigamos quase o tempo inteiro...Não conseguimos fazer programas legais em família,ele só pensa em dinheiro e o pior,meu filho está ficando viciado em comprar,pois é a única alegria dele,é comprar e comer!Me sinto triste,porque eu sou órfã,não tenho família e pela lei japonesa,ele não precisa pagar pensão para meus filhos enquanto viver aqui,porque Japão não tem tratado com Brasil a respeito de pensão alimentícia!Estou sofrendo porque não sei se o amo,tenho tudo na minha casa,temos carros,mas não sinto amor!E por outro lado tenho meus filhos que já estão acostumados com um padrão de vida que não sei ser capaz de dar a eles sozinha!o que será que Deus diria sobre isso?Continuar em casamento infeliz sem amor por causa dos filhos?Ou tentar viver e ser feliz??

mary disse...

E se tiverem uma resposta para minha questão por favor me enviem um e-mail,eu sofri muito durante toda vida,eu não sei se sofrer para sempre seria da vontade de Deus!Mas tbm não sei se fazer meus filhos passarem necessidade seria algo certo a fazer...Preciso de ajuda,me sinto sozinha,vazia e inútil!Meu e-mail é Marysuguio@hotmail.com!A pa do Senhor Jesus seja com vocês!Com todos nós!!

IRMÃO81 disse...

Minha querida irmã esse marido nunca lhe amou. Ele ama a ele mesmo. Ele precisa de tratamento médico (psiquiatra). Deve ter sido criado num lar cheio de inseguranças e medo. O Senhor nos chama à liberdade e não a opressão.
Busque no Senhor a PAZ que só Ele dá.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...