SEGUIDORES

sábado, 2 de junho de 2012

Tarefas domésticas. É motivo para desentendimentos?

Por Pastor Ismael.

Distribuição dos serviços domésticos e o cuidado com os filhos.
A esposa descrita como “a mulher virtuosa” em Provérbios 31 ( faça leitura )  seria por assim dizer, a mulher ideal. Ela trabalha em casa, cuida dos filhos, dá ordem às secretárias do lar e também realiza negócios, compra e vende mercadorias, e mais ainda, cuida bem do marido. Tanto que ela é elogiada por ele e pelos filhos.
Entendo que essa experiência é muito atual. As esposas podem ajudar na renda da família trabalhando fora, mas não podem se esquecer de suas responsabilidades domésticas.
O principal argumento para o trabalho fora do lar é a necessidade de ajudar na renda, e também o desejo de promover a sua independência (veremos isso mais adiante).
Bom, é preciso ter a coragem de admitir que este não é o ideal de Deus, mas também não é o caso de ser radicalmente contra. O bom senso é uma boa indicação.
Penso que é possível conciliar as atividades, mas sempre com o cuidado de verificar se está valendo à pena, e entender o prejuízo que isso está trazendo para a família.
O que não é compreensível, é o casal pagar uma secretária do lar para cuidar da casa, uma babá para cuidar dos filhos, para assim, poder trabalhar e ganhar um salário igual ou pouco maior que o despendido com os contratados. Não há nada, nem ninguém que substitua uma boa mãe na educação dos filhos.
Sempre digo que alguém pode terceirizar tarefas, mas não se terceiriza responsabilidades, ou seja, outro pode fazer , mas não é responsável pelo  resultado.
Os pais podem contratar uma babá, uma creche ou coisa que o valha, mas o futuro dos filhos estará sendo entregue nas mãos de outros.
O casal deve ter ajustado entre si as participações nas atividades domésticas, quem faz o quê? , numa distribuição equitativa dos afazeres. O mesmo se dá com relação aos filhos, os dois devem participar desses cuidados, isso é extremamente saudável.
Porém isso deve ser feito em nome do amor, do viver bem, do levar as cargas um do outro, e nunca em nome da igualdade entre os sexos ou equivalência de papeis no casamento.
Os homens aceitam, hoje, com tranquilidade o fato delas trabalharem fora, porque assim ajudam na renda, entretanto, têm dificuldades em admitir também que devem ajudá-las nos afazeres do lar.
Por outro lado, há que se considerar que para elas, o trabalho doméstico é natural, já para os homens isso não é tão natural, será necessário ter boa vontade,  treinamento meio que forçado ao longo dos dias, e assim proceder até que seja criado o hábito, e isso nem sempre é tranquilo, daí as constantes confusões dentro de casa.
O marido deve ter em conta que quando ele ajuda a esposa, sobra mais tempo, ela fica menos cansada, e podem usufruir a dois desses momentos livres.

5 comentários:

Anônimo disse...

isso é verdade eu agora estou aprendendo a adiministrar meu tempo pois trabalho fora e tenho que fazer as tarefas de casa e n temos ninguem para faxinar a casa de 15 em 15 dias, n tenho filhos mas quando tiver, vou querer alguem aqui sim, pois procurarei sempre manter minha casa limpa, sendo que eprecisarei de ajuda.

António Jesus Batalha disse...

Navegando pelos blogs encontrei o seu, me deixou maravilhado pelo que escreve, também é uma bênção para mim. Gostei de poder encontrar pessoa que ama Jesus, e pela escrita também ama o próximo. Que o Senhor Jesus continue a derramar Sua bênçãos sobre sua vida, não poderia de deixar um convite: Tenho um blog O Peregrino e Servo, e pessoas como você me fazem falta como amigos, por isso se desejar fazer parte de meu blog eu ficaria radiante, de seguida irei retribuir seguindo também seu blog. Obrigado e as maiores bênçãos de Deus para si e família. António Batalha.

Inglid Bomfim disse...

Eu ameiiiiii @.@
supeer abençoado essa blog :)

MARCIA LOPES CANDIDO disse...

Meu esposo e pastor,um pai exemplar,um esposo maravilhoso,me ajuda em tudo em casa,temos um casamento que e um sonho de Deus para nos.Que a paz e o amor esteja com todos.

Anônimo disse...

Isso é verdade! Meu esposo é um homem de Deus muito abençoado. Ainda não temos filhos, decidimos que seria melhor eu terminar a faculdade e conquistarmos um conforto maior. Somos aquele tipo de casal tradicionais (o que é um tanto raro em meio a juventude hoje). Namoramos 2 anos, noivamos 3 anos e estamos casados a 2 anos e sete meses. Nos afazeres domésticos ele é muito ajudador. Dividimos nossos deveres, nossas alegrias, tristezas e até aqui nos ajudou o senhor. Conquistamos nossa casa própria, nosso carro próprio e parece que a cada dia nosso amor só faz aumentar. Em junho concluo minha faculdade e já estamos planejando nosso bebezinho. Pretendo parar de trabalhar e me dedicar mais e melhor a meu esposo e filhinho. O mais importante disso tudo é que nossa família é um projeto de Deus e lutamos para que esse projeto continue crescendo forte, abençoado, irrigado por amor. O site é uma bênção!! Que o nome do senhor seja glorificado e que a unidade familiar seja cada dia mais fortificada por pessoas como vocês! Que a paz do senhor os protejam!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...