SEGUIDORES

domingo, 2 de setembro de 2012

Sou pastor, minha esposa está com ciúmes da igreja, me ajude.



Não gostaria de me identificar, pois sou pastor há quase 4 anos e casado há cinco , e tenho um filha linda de 3 anos. Sou totalmente fiel a minha esposa e minha família. Sempre tive um ótimo relacionamento com minha esposa, inclusive , quando a conheci foi uma resposta de Deus a minha oração. Entretanto desde que me tornei pastor meu casamento tem indo de mal a pior, ela não me apoia, não me acompanha, Ja falou em separação varias vezes, e sempre joga na minha cara que eu só faço as coisas para os irmãos da igreja, que eu não dou atenção para ela, quando na verdade é ela que não que estar ao meu lado. Para ela a igreja é uma rival, ultimamente tenho deixado de aceitar convites para pregar fora e convites para louvar para ter mas tempo com ela, entretanto nem sempre é possível, sabe com é pastorear, na igreja sempre tenho que ficar tando justificativas por que ela não foi ou não veio, E agora alguns irmãos já estão percebendo um tristeza no meu rosto. Quando tenho tempo ela não me da atenção, só que saber de dormir. Nesses cinco anos nunca fui totalmente feliz no casamento, nunca tive uma surpresa “erótica”. Sempre a mesma coisa, sempre eu tenho que procura-lá. Agora para piorar a situação aos 31 anos de idade ela esta me deixando a perigo, pois esta se negando a ter intimidades comigo. Por favor me ajude com um palavra, orar eu já tenho orado a cinco anos. Conversar tem sido inútil, semana passada ela me ameaçou de ir embora cansado de humilhação eu disse a ela que se ela fosse no dia seguinte faria dois dias. Ai ela ficou sem falar comigo e foi para a casa da irmã dela, eu peguei e nem telefonei para ela, no outro dia quando cheguei do trabalho, ela estava em casa, mas não quis ir ao culto, levei minha filha e fomos, Quando voltei ela estava diferente, a noite tive momentos que a muito tempo não tinha, na hora “H” ela até disse que queria um filho. Passamos uma semana maravilhosa até acreditei que ela estava mudada, mas sem mais nem menos ela mudou de repente e agora ela não quer nem me abraçar. Sinceramente não sei mais o que fazer? Sempre fala que ela é muito egoísta, só pensa nela. Afinal eu tenho sentimentos, eu tenho desejos, e eu não quero me separar sempre falo para ela que o que eu assumi no altar diante de Deus, no dia do casamento foi verdade e eu estou disposto a cumprir. Ja procurei falhas em
mim logico que tenho, mas posso garantir que eu sou um bom marido, um bom pai, fiel, temente a Deus, Tudo que ele precisa financeiramente dentro das condições eu faço recentemente agora eu gastei mais de 3 mil para ela tirar habilitação, to pagando ainda no cartão mas parece que ela não reconhece nem valoriza o que eu faço para ela.

Por favor preciso muito de uma ajuda.

Resposta:

Irmão querido, paz seja convosco;

Pelo que você diz ela tem um ciume difuso, não de uma pessoa , mas da igreja e já que tentou conversar, mas sem sucesso. Irmão, isso é fruto de uma insegurança, é um medo irracional que ela tem de te perder, ela não quer dividir você com ninguém. É possível que ela tenha tido alguma experiencia de perda que, agora, está afetando a vida de vocês. Penso que uma das maneiras de você ajudar um ciumento, é elevando a sua auto estima, é promovendo, encorajando, não dando razões para a desconfiança. Então, encontre um ponto de equilíbrio entre o servir a igreja e estar com ela, mas sempre faça coisas que eleve a sua auto estima, mesmo quando estiver na igreja ou em algum lugar, lembre-se dela, ligue, converse um pouco, confirme o seu amor, faça declarações a ela, e quando voltar traga um presentinho, faça coisas que gerem tranquilidade no seu coração.Evite falar muito da igreja, e quando ela estiver junto de você honre-a na presença dos irmãos, deixe claro que o amor que você tem para com a igreja não concorre com o amor conjugal. Tire uns momentos com ela para orarem juntos, e nessa oração vá ministrando cura no coração dela, mais de uma forma delicada, sutil, dizendo palavra agradáveis e estimulantes. Comece a entusiasmá-la para o ministério, diga-lhe que ela é importante para o Reino de Deus. Não seja afetuoso com ela somente na hora do sexo, mas demonstre o seu amor mais vezes dando-lhe assim segurança.Uma de nossas filhas adotivas, ela ao ver outras crianças chegando em casa para adoção começou a ter resistência, um ciume de suas coisas, seus objetos pessoais, roupas e mesmo sentindo ciumes de nós enquanto pais.Então conversei com ela, deixei claro que independente de quantos filhos adotivos Deus nos der, ela vai continuar sendo o meu “xodo” ( uma forma de tratamento carinhoso que lhe sempre lhe dediquei) e que em nossos corações há espaço para muitos, não vai lhe faltar amor . E a partir daí começamos a sair com ela para passearmos , só eu e ela, e as vezes, ela e e mãe, e nesses passeios tomamos um sorvete, compramos alguma coisa que ela goste, um presentinho e já temos visto mudanças. Como ela é a maiorzinha entre as adotivas, nós  não a levávamos na escola e nem buscávamos e passamos agora a fazê-lo. Quando ela menstruou com 10 anos, eu lhe dei flores, quando foi no mês seguinte, ela esperou por mim para me contar que havia menstruado novamente, e assim ela vai se superando. Colocamos fotos dela junto conosco na casa, e tomando o cuidado para não despertar nada errado no coração dos demais. Querido, busque sabedoria em Deus e você vai vencer, essa crise vai passar, mas é assim, faça ela crescer com você em todos os sentidos, espiritual, social, e culturalmente, não a deixe para trás, ela não pode ver o teu ministério como uma ameaça.Ore por ela com imposição de mãos, quando ela estiver dormindo faça carinhos nela, em algum momento ela vai acordar e “flagrar” você fazendo carinho e vai adorar. Mas não toque nela com apelo sexual, não, apenas toque com afeto.Observe uma roupa que ela tenha usado para sair você e espere uma semana e diga que ela estava muito bonita naquele dia, peça para ela colocar de novo, você vai ver, ela vai se desmanchar. Não sei se na sua denominação tem pastoras, mas se tiver, diga nas orações para que ela ouça que você a quer no pastoreio, junto de ti. Não a trate como a “mulher do pastor” pois ela tem nome, isso dá significância a vida . E antes de tudo, coloque tudo diante do Pai em oração e creia que Deus é contigo. Um abraço fraternal.

2 comentários:

Anônimo disse...

olá Pastor a paz do Senhor Jesus Ore ao Senhor e entregue a ele essa situação diante do Altar pois eu nunca vi um justo sem resposta ou ficar no sofrimento

Anônimo disse...

Olá

Passo também por essa situação, só que eu é quem tem ciumes da "igreja", meu esposo é Pastor e recentemente em mais uma de nossas conversas sobre minhas lamentações e sobre o quanto de tempo ele fica fora e etc...ele mais uma vez inspirado pelo o Espirito Santo me levou a entender isso, e eu fiquei tão envergonhada, me senti tão egoísta...mas agora como me livrar disso? Localizei meu problema, reconheço minha dificuldade e não sei como mudar... me achava submissa e obediente a ele, mas vi que não sou submissa, pois não tenho me submetido ao chamado do senhor na vida do meu esposo....Esse é um assunto difícil, pois não envolve alguém onde eu possa me concertar, pedir perdão...é muito mais do isso, fico magoada com a tempo que a "igreja" ( o ministerio) toma do meu marido....as pessoas podem até não entender, me julgar, mais estou aqui pra pedir ajuda...reconhecendo meu erro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...