SEGUIDORES

terça-feira, 2 de abril de 2013

Meu marido é pastor e me maltrata muito.

Por Pastor Ismael Roselei de Carvalho.


Segunda vez que lhe peço conselhos, não entendo porque nunca me respondeu, mas vou tentar novamente pois estou certa de Deus na sua vida e da sua coerência nas respostas. Sou esposa de pastor de uma igreja que fica na periferia de uma grande cidade, há 07 anos ele tem essa igreja e uma casa de recuperação. É um homem temente a Deus mas não vive a Palavra como eu pensava. Somos de um nível cultural e social diferente mas ao me casar estava muito apaixonada, projetei meu primeiro amor a Cristo nele, aceitei Jesus com ele, me batizei com ele e em seguida fui batizada no Espírito, uma experiência linda. Estava muito ingenua em achar que não iria ter problemas que os ímpios possuíam no casamento, afinal estava me casando com um pastor. com ele achei estar me casando com um pastor, um homem de Deus. Logo na primeira semana de casada ele jogou a bíblia em mim porque falei que sabia que ele tinha casado comigo por interesse, me agredia com palavras e me chamava de pomba gira se eu não fizesse exatamente o que ele ordenava. fui buscando mais a Deus, achando sempre que a culpa era minha, como ele sempre coloca, todo agressor é assim. Sempre me achei bonita, inteligente, vitoriosa mas agora ele vem fazendo eu acreditar que nas coisas de Deus eu tenho que descer e descer para ele é me ver calada, sem voz, oprimida, subjugada a tudo. Muito tempo pra mim, 5 anos, venho tentando, orando, fazendo propósito, lutando achando que são potestades, principados porque ele foi pai de santo eu espírita e a luta é essa. Contudo não penso que seja esssa a explicação, tudo parte de nós, eu atribuo a ele pois a responsabilidade maior deveria ser dele. Como um pastor se ira tanto, é violento, agressivo, dissimulado não honra a esposa? O pior que ele mesmo acha que esta servindo a Deus que Deus não toca em ungidos e se ele estivesse errado Deus não abençoava sua igreja que está crescendo em número de pessoas que vão a igreja mais dia de domingo,. Tenho apenas 05 anos de cristã mas percebo que há algo errado nele e meu ser conhece muito bem quem ele é quando sai da igreja, porque pastor então Deus abençoa? até quando ele vai continuar enganando e manipulando, o pior é que acho que o amo. Ele quer que eu seja um trofeu ir para igreja porque as pessoas perguntam pela a esposa acham que não quero fazer a obra de Deus mas quando estou na obra piora, todas as coisas ele engole mas descarrega tudo em mim, vivo com medo dele explodir, me agredir e lutando com os problemas das irmãs, da igreja e na hora h ele não cobre meu trabalho mas me desonrra e a igreja, principalmente, a família dele não me respeita. A família dele é crente de tempos mas são iguais a ele, dentro de casa, nos negócios uma coisa na igreja outra. Acho que um cobre o outro e ainda querem que eu fique calada, infeliz e se falo ou questiono algo sou rebelada é um negócio sério, preciso ter coragem de romper porque não vejo saída pastor apesar de nutrir sentimento por ele. O pior que ele não tem como me dar filhos, 10% apenas e é impotente, só Deus vem me mantendo em pé, fiel a aliança porque ele já está no segundo casamento. Me ajude pelo menos com uma palavra.

RESPOSTA: 

Querida, que a paz chegue até sua vida. Me perdoe por não ter respondido, são muitos os pedidos e o tempo é curto, não consigo responder a todos.
Olha , mesmo não conhecendo a versão dele, vou considerar que tudo que disse é a verdade dos fatos, não apenas a tua verdade.. Infelizmente temos muitos casos de pastores e líderes  que maltratam a esposa. Isso vem de desde os tempos primórdios, dos patriarcas , quando a mulher era um patrimônio do homem. Claro que não era essa a vontade de Deus, mas o Diabo foi destilando seu veneno no relacionamento fazendo com que a mulher se levantasse contra o marido e o marido subjugasse violentamente a mulher, num verdadeiro espírito de competição. Creio que por causa da truculência masculina, de sua agressividade para com as mulheres é que se abriu um espaço para o nascimento do movimento feminista, o que é um outro extremo, outro erro. 

Boa parte dos pastores acha que sabe tudo de família, que não precisa ser ministrado nesse sentido, e essa não é a verdade, todos precisamos aprender "a tratar  nossa família com amor" ( REgis Danese).

Olha, é possível ser temente a Deus e não enxergar o mal que se  faz aos filhos amados de Deus. Penso que nós homens, por nossa falta de sensibilidade, achamos que estamos sempre certos ( ainda mais se for cheio de "otoridade" pastoral), o que na verdade faz mentirosa a afirmação de que somos  tementes a Deus, percebe? Quem teme a Deus, ama e cuida daquilo que Deus ama. Quer ver isso na Palavra: 

"Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel." 1 Timóteo 5:8 

"Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas." Colossenses 3:19.

Cuidar é antecipar as necessidades de alguém. Cuidar integralmente, é prever tudo o que o outro pode precisar para ter uma vida digna e assim procurar proporcionar-lhe. Não é só arroz e feijão, mas envolve tudo, corpo , alma e espírito. 

O grande marido pensa sobre isso, ele gera facilidades para a esposa, ele promove a segurança física dela, ele olha para os sentimentos dela, e procura fazer dar o melhor de si para que ela tenha  provisão e proteção.

Eu sou pastor, e muitas vezes, há um desespero , uma insegurança, com relação a igreja, ao ministério, achamos que a igreja é nossa, e que o sucesso dela depende de nós. Infelizmente, um pastor é reconhecido quando ele consegue juntar muita gente, quando ele impressiona as pessoas. Então, de repente, ele vive a igreja 24 horas por dia, veja bem, vive a igreja e não vive Cristo vinte e quatro horas por dia, e assim, ele vai se afastando daquilo que ele tem certeza que  já conquistou, e a sua esposa está nesse contexto de abandono. 

Tenho pensado sobre isso, entendo que existem no funcionamento da igreja duas coisas importantes , o conteúdo e a forma. Na igreja primitiva o que era mais importante era o conteúdo, líderes cheios de Deus, Palavra poderosa, ensinamentos com exemplo, mas hoje, parece-me, posso estar enganado, que a forma tornou-se mais importante do que o conteúdo, as pessoas querem espetáculos, shows gospel, querem "reboliço santo" na igreja, como se a Palavra já não bastasse. E olha, está cheio de "grandes" homens de Deus que conduzem a igreja através da forma e não através do conteúdo. Agora, você me pergunta, como pode Deus aprovar isso? O silêncio não é aprovação de Deus, e nem tampouco o sucesso é garantia de que Deus está aceitando. Se há engano, hipocrisia, em algum momento isso tudo vai ruir como um castelo de areia.Deus dá um tempo para o arrependimento. Basta você olhar para sua vida, será que o castelo não está começando a ruir? Será que você vão continuar casados, espero que sim, mas mudanças terão que ocorrer. 
Decididamente, nós pastores sabemos lidar com a situação dos outros , mas tratamos muito mal nossa família, nossas esposas, especialmente.Precisamos nos arrependir disso o quanto antes. E com isso nos tornamos piores do que os incrédulos.
Nós fizemos uma enquete aqui no Ministério através do blog Casados em Cristo, onde pedimos para as pessoas apontarem as três grandes dificuldades do casamento e o resultado foi esse: Falta de carinho, agressividade verbal e falta de fidelidade sexual. Não é impressisosnante isso, tratando-se de pessoas crentes em Jesus. Não teríamos que ser educados, gentís, cortezes e fiéis um com o outro. Seria razoável apontar a falta de dinheiro como o grande problema, mas não foi,  e sim  a falta de carinho com o cônjuge, isso é uma vergonha para nós. É para aprendermos a parar de falar dos erros e pecados de outras crenças e cuidarmos mais de nossa própria báia (lugar onde se guarda cavalos).
Desculpa, parece que sou eu que estava precisando desabafar. Mas sabe irmã, você acha que eu e outros pastores também não temos crises , inseguranças, quando tentamos levar uma vida mais próximo da santidade e de repente isso não se  reflete no número de membros em nossa igreja, e de repente, vem um "vida torta", mas que tem domínio da forma,  e abre uma igreja perto da nossa e em pouco tempo está cheia, até que um dia, ele, o pastor "vida torta" foge  com a diaconisa e as portas se fecham. Eu já passei por isso, cheguei a dizer a Deus que se eu não tivesse ministério ou se havia algo em mim que eu não soubesse que ele me avisasse disso.
Não creio que o inimigo seja o culpado exclusivo de tudo o que está acontecendo com você, acho na verdade que o grande culpado é o diabo do seu marido, que é impotente e vive cheio de medos, que ao invés de procurar a cura para sua impotência, prefere subjugar a esposa para que ela não se afaste muito, que procura cortar as asas dela no ministério para que ela não faça sombras ou pense que é importante num reino que é só dele. Quanto menos valor você tiver para você mesma, melhor, assim, você fica quieta, aceita sua também impotência e inutilidade, e não pensa besteiras, não é mesmo? 
Contudo, penso que não é o fim. O que está acontecendo não é da vontade de Deus, mas o divórcio também não. Só que eu acho que está acontecendo porque você aceitou um dia. Tenho aprendido que não podemos reclamar daquilo que nós mesmos toleramos. 
Para reverter esse quadro é preciso três coisas: conversar, avisar antes e tomar medidas quando os fatos acontecerem.
Vou tentar explicar. Converse com ele, sem gritos, sem briga, com seriedade. Fale, não dos erros dele, mas dos seus sentimentos, diga o quanto está triste e infeliz, e como se sente quando as coisas acontecem. Depois diga, que decidiu que não irá mais viver assim, que não irá mais tolerar ser espezinhada e que irá tomar as seguintes providências quando tais coisas acontecerem. Nesse momento deve saber falar o que irá fazer quando acontecer uma determinada coisa que te ofenda. Aí você vai graduando as "penalidades" com relação as "faltas cometidas", entende. Quando ele te desonrar você vai deixar ele falando sozinho seja onde for, inclusive no púlpito, se for o caso. Se ele gritar com você, irá admoestá-lo com educação , mas com veemência, e assim por diante, só estou dando um exemplo.
Compre um livro chamado "Limites para o casamento", encontre-o pela internet, leia e pratique com seu marido. Se tudo isso for infrutífero, avise-o que o próximo passo será separar-se dele. Tudo que você disser que fará, acontecendo a falta, faça o que prometeu. Isso não quer dizer que irá se divorciar, mas sim, separar para corrigir , pois foi assim que Deus fez com a Israel adúltera.
Mantenha sua fidelidade e integridade, e num próximo passo leve este teimoso ao médico, pois impotência tem cura.
Deus te abençoe e te guarde. Fique com Deus , fique em família.
Com carinho, um pastor pecador que precisa do perdão de Deus e da esposa, Ismael.





 =============================================================

 Quer levar o Casados em Cristo em seu Evento de Casais ou família? Ligue 14-33461588 ou casadosemcristo@hotmail.com

5 comentários:

Anônimo disse...

Nossa como estas palavras falaram ao meu coracao,algumas coisas q foram ditas estam acontecendo comigo,ore por mim e minha familia,obrigada desde ja,Andreia.

Anônimo disse...

Sou casada 9 anos meu marido é pastor, ele esconde o celular de mim,mente,e é agressivo só que quando sobe no alta para pregar é outro , vejam se estou errada quando me casei levei um tapa na cara no dia do casamento mas eu amava ele pediu perdão e eu o perduei, depois disso vevemos bem mas depois de uns 4 anos ele ficou estranho 3 irmãs confirmaram que dormiu com ele até a mãe dele disse pra mim que jamais teria um filho comigo ja cuspiu na minha cara saliva mesmo e toda hora me mandava em bora e faz 1 semana que fui pra casa da minha mãe tenho 27 e ele 35 eu so queria ser feliz fui viajar pq entrei de férias da faculdade quando voltei eu vi no cel dele msg de uma mulher que eu não conheço Dizendo o nome dele oi Eduardo ta podeno falar ou não com maior intimidade disse que nem sabia acreditei depois vi a foto de um traveco no zap dele ele disse que algum amigo da academia que deve ter dado , sujou meu nome por culpa dele chamei de irresponsável ele quase me deu um soco disse que ele que pagava , a merda de contas de casa .meu pai tirou o carro no nome dele pra mim ele fez 8 multas perdeu a carta e botou a culpa em mim eu cansei de ser chingada sai e peguei o carro com minhas roupas e fui em bora pois era tudo que ele queria e disse para igreja que levei o carro eu não fui pois se tivesse ido iria falar tudo ..... o que fiz foi errado ? E olha que saiu como vítima na igreja e eu como ruim ,

Patricia Velloso disse...

Muito sábio.

Anônimo disse...

Vivo isto tb

Silvana Espeschit Amaral disse...

Os pecados de natureza sexual são uma porta aberta para a entrada de demonios na vida da pessoa, seja homem ou mulher. Confira Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.
I Co 6.18
A prostituiçao (porneia do grego) profana o corpo do homem e abre a sua alma à ação dos demônios. A igreja não santifica ninguém; o que nos santifica é o temor do Senhor, é o caminhar contínuo na meditação e na prática da palavra de Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...