SEGUIDORES

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Afaste-se de tudo que pode te afastar de seu cônjuge. Aconselhamento.

"Sou ministra de Louvor da Igreja, Sou casada há 1 ano e meio e no início deste ano cometi um grande erro que tem me perturbado. Temos um casal de amigos, os quais temos contato desde a nossa adolescência. Eles casaram-se primeiro e no ano de 2015 me casei com meu marido. Nunca tive nenhum interesse nesse amigo nosso. Porém no inicio deste ano começou a despertar em mim, um interesse repentino e também dele por mim. Num certo momento acabamos falando sobre isso e consequentemente acabamos nos envolvendo. Nos encontramos 3 vezes e tivemos relação sexual 1 vez. Me vi numa fase fragilizada já que desde o começo do meu casamento meu marido e eu tínhamos dificuldades de termos relação... ele não conseguia manter-se ereto a ponto de termos relação e só sentia prazer quanto fazia sexo oral. Foi um inicio muito difícil porque posteriormente descobri que ele via diariamente pornografia. Quando o confrontei ele assumiu e mostrou-se envergonhado pois disse que desde a sua adolescência passava por isso.Com muita dor eu o compreendi e o perdoei e logo a nossa vida sexual começou a melhorar, porem posteriormente descobri que ele estava tomando "viagra" e por isso estava conseguindo ter uma ereção eficaz. Aquilo me destruiu, me senti incapaz, inferior apesar de saber que aos olhos da sociedade eu sou muito bonita. Com tudo isto creio que cedo ao adultério por conta desta minha auto estima baixa, pois esse amigo sempre me elogiava muito e reconhecia o quanto bonita e "irresistível" eu era.. o que eu esperava que meu marido achasse. 
Mesmo mediante a tudo isto, reconheci que errei muito e logo acabei com esta historia. Porem tenho dúvidas se devo contar para meu marido, pois ele jamais me perdoaria já que o rapaz com quem me envolvi é um dos melhores amigos dele. O que devo fazer. Ja me arrependi,já pedi perdão a Deus pois sei que pequei contra ele e que estou no altar e não posso viver errado. Eu só recebo o perdão de Deus se contar a ele? Pq sei que Deus me perdoou e me perdoa mas ainda sinto muita culpa. Me ajude por favor Isso aconteceu há 6 meses"



RESPOSTA DO PASTOR:

Irmã, paz. Bom vamos tratar de detalhes importantes que acabaram por te levar a cometer um erro ainda maior que o erro inicial que era de teu marido.

Contudo, já adianto que Deus já te perdoou e desse pecado nem se lembra mais, é só você que insiste em guarda-lo no secreto de Deus coração para de vez em quando tirá-lo de lá e assim se auto punir mais uma vez.  

Então, pare já com isso, pois tira de você a condição de ser humano pleno e livre que é a proposta de Cristo para todos. Não se sabote, seja feliz com a nova vida que o Senhor lhe oferece. “Vá e não peque mais”, lembra quem foi que disse isso, pois então, isso basta.

Quanto ao seu marido, provavelmente ele é viciado em pornografia e isso faz com que se autossatisfaça sexualmente vezes ao dia e quando chega na hora de ter relação com você, não consegue manter a ereção, daí ter se recorrido a ajuda do viagra. 

Na verdade ele não precisa de viagra , mas sim, deixar da pornografia. Mas a título de orientação, tomar o viagra não desperta desejo, apenas dá condições de ereção para o homem, não há mal algum ele tomar quando devidamente orientado por médico e sendo uma necessidade. Não pense que  ele te deseja por causa do viagra, não isso não. A libido, o desejo tem que estar nele, senão nem o viagra resolve.

Quanto ao seu envolvimento com esse “amigo” da família é a maneira como mais ocorre o adultério, dificilmente alguém chegaria num farol da avenida, olharia para o carro ao lado e diria para a pessoa que nele está: “Ei, vamos comigo ao motel ali na frente e vamos transar”. Não é impossível , mas improvável que aconteça. O mais comum é que  o adultério envolva pessoas conhecidas, especialmente as do trabalho, amigos e vizinhos, daí o cuidado com as relações, é preciso considerar que tolher alguns relacionamentos podem ser medidas de proteção para o casamento, olhe o que disse o pensador 800 anos antes de Cristo:

“Não há nada mais nobre  ou mais admirável que duas pessoas que se olham nos olhos guardam sua casa como marido e mulher, confundem os inimigos e encantam os amigos.” Homero 800 a.c.

Sabe querida irmã, para se chegar a um adultério há todo um caminho que foi percorrido que poderia ter sido evitado a tempo, mas não foi,  você flertou com esse perigo e deu no que deu. Entre as coisas que podemos observar está:

 -o excesso de oportunidade, 
 -a falha de caráter, 
- a carência afetiva, 

que são todas coisas sanáveis, bastaria querer, escolher não errar.

Mas você está indo bem, se arrependeu , confessou sua culpa e pediu perdão a Deus, agora quanto a contar ou não ao seu marido você deve pedir um direcionar de Deus, pois se contar sem antes preparar-se espiritualmente pode provocar uma separação ou uma infelicidade daqui pra frente. Ore, peça ao Senhor que prepare o momento certo, oportuno para você fazer isso.  Não faça nada para piorar a situação. Eu penso que nesses casos, a pessoa infiel tira metade do fardo do pecado que pesa sobre seu pescoço e coloca no ombro do parceiro que foi vítima. 

Entretanto seria importante ele considerar que tem culpa no ocorrido também, de maneira igualitária, semeou e colheu. A semeadura é facultativa, mas a colheito é obrigatória.

Sem mais, um abraço, Pr Ismael




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...