SEGUIDORES

domingo, 1 de março de 2009

Entrevista com a Pra. Cleire Mora de Carvalho, do Casados em Cristo.


Pastora Cleire, quantos anos você tem?
-Bem, estou com 42 anos de idade.

Quantos anos de casada? E quantos filhos? -Estamos casados há 23 anos, com cinco filhos, dois adolescentes, Diego e Letícia, com 22 e 20 anos, e temos também 03 filhos por adoção, filhos gerados no nosso coração e não no útero, a Gizele com 07 anos, o Leandro com 04 anos e a Vitória com 02 anos.

Quanto tempo de convertida ao evangelho de Cristo?-Somos crentes em Jesus desde 1993, portanto há 16 anos.

Como vocês começaram o ministério de Casais em Cristo? -Nós fomos alertados para esse tema quando conhecemos o MMI (Ministério Internacional para o Matrimônio), mais conhecido no Brasil como Casados para Sempre, onde fomos líderes de grupos por diversas vezes e ali nasceu o ministério de casais em Cristo.

Você acredita na restauração dos casamentos que vão mal ou que já foram destruídos?
Sim, a família é projeto de Deus. Ele disse: “Deixará o homem, pai e mãe e unir-se-á a sua mulher e serão os dois uma só carne, e o que Deus uniu que não o separe o homem” e disse mais, ”odeio o divórcio”, “odeio a infidelidade”, mas veja, Ele não disse que odeia o divorciado, mas sim o divórcio. Além disso, os planos de Deus não podem ser frustrados, tudo o que o mal destruir ou macular poderá ser restaurado, ser refeito,veja o exemplo da natureza, Deus vai refazer tudo, veja também a questão da morte do corpo, Deus fará ressuscitar.Eu creio na ressurreição do casamento também. Agora, se o Senhor falou em divórcio é porque ele aconteceria, ele é uma possibilidade, e nós temos que trabalhar contra ele. A família não é um projeto falido, mas sim, as pessoas estão falidas por não conhecer o plano de Deus nesse sentido. É bem verdade que alguns casamentos não são curados, mas veja que não foram tratados a tempo, não trouxeram Jesus para dentro do relacionamento e outra coisa, não dá para querer viver de milagres de restauração, mas que o milagre seja feito em nós, com correção de atitudes, com autocrítica, com sede de ser melhor para o outro, e sempre lembrando que tudo que eu fizer de bem para ele é para mim mesma que estarei fazendo.

Como superar as crises?
Veja bem , quando Deus olhou o Adão sozinho logo disse: “Não é bom, vou fazer uma companheira para ele”, como quem diz” quando ele tiver uma companheira, será bom.”.
Então, penso que o projeto para o casamento é de que ele seja algo bom para os dois e em sendo bom para os dois, que se multiplique, que venham os filhos. Agora, quem se casa ou se candidata ao casamento é preciso entender que ele exige renúncia, paciência, investimento, e principalmente a presença de Jesus.Você quer ver uma coisa, o quanto que gastamos com literatura sobre o casamento, o que nós fazemos de bom juntos, quantas vezes saímos de mãos dadas com o marido, quantos filmes interessantes sobre casamentos buscamos assistir, de quantas palestras ou seminários sobre o tema participamos, entendeu, não investimos e queremos que funcione. O problema se dá quando as pessoas colocam o casamento no piloto automático e acham que vai dar certo de qualquer maneira, e as coisas de relacionamentos não são assim. Não é como aquele peixinho do aquário, o beta, que você de manhã coloca três bolinhas de ração e depois é só no dia seguinte, não exige relacionamento, não cobra e não reclama. É preciso prever as necessidades do outro e depois prover.
Sabe aquela historia do casal com quase sessenta anos de casados e alguém pergunta ao velhinho: - Como você conseguiu viver com ela tanto tempo assim? E ele responde: -Sabe, o bico do pão é a parte que eu mais gosto , mas toda manhã dou a ela esse pedaço. Perguntada a velhinha respondeu: -Pois é, sabe aquela ponta do pão, o bico do pão, esse é o pedaço que eu menos gosto do pão e todo dia ele me oferece e eu como. Então é isso, os casais precisam aprender a ceder, a pensar no outro, é preciso esquecer esse modismo de individualidade e pensar mais na mutualidade, é preciso cuidar do outro, se interessar por ele, é preciso ser uma testemunha da sua vida, é querer ver o outro bem, feliz, é se sacrificar se necessário for para que isso aconteça. A individualidade tem o seu lugar, mas é bem pequeno. É preciso entender de uma vez por todas que nós não casamos com anjos, dê uma olhadinha no seu marido, vê se ele tem asas, pois é, não tem! Ele ainda é imperfeito e já errou. Está errando agora e vai errar de novo. Suportar ao outro, esse é o segredo, e suportar significa dar suporte para que o outro se levante ou se mantenha em pé, é sustentar por algum tempo. Há momentos que somos azedos, ninguém é doce o tempo todo, mas isso passa, somos imperfeitos ainda, mas que sabemos disso e não nos acomodamos, mas sim, buscamos ser melhor a cada dia. Não posso perguntar se o outro é a pessoa certa para mim, mas se eu sou o melhor para ele.

E quanto aos filhos, o que fazer com a rebelião da adolescência?
O amor nunca falha, o amor nunca morre, nunca é vencido. Comece cedo, antes que venham os tempos da adolescência, ame o seu filho com intensidade, ame com proximidade, olhos nos olhos, é preciso sentir o seu filho, o seu cheiro, receber do seu calor e passar a ele essa coisa boa também. Não se desespere quando chegar a crise da adolescência, ele vai se afastar um pouco , mas voltará, vai trocar você pelos amigos, mas lá na frente vai olhar para trás e verá você, então é preciso estar sempre de braços abertos esperando por ele. É possível que ele se sinta maior que você, mais forte, mais sábio, mais esperto, e também por isso ele vai cometer alguns erros, vai falhar, vai cair e levantar algumas vezes, mas quando estiver com a idade entre 21 a 24 anos, o pai será o herói dele de novo e a mãe será a pessoa mais parecida com Deus que ele conhece. Então, fique tranqüila, ensine o caminho certo no momento certo e saiba que onde os teus olhos não conseguirem mais ver o teu filho, os olhos de Deus o verão, onde os teus braços não puderem segurá-lo, os braços de Deus segurarão, onde os teus pés não puderem alcançá-lo, os pés de Deus alcançarão aonde a tua voz não chega, a voz de Deus chega, quando a tua presença é impossível , a presença de Deus estará lá. Ore e creia de maneira profética, pois a Bíblia diz que “não criarão filhos para a perturbação, mas serão benditos do Senhor”.

Um forte e demorado abraço, no amor de Jesus, Pr Ismael e Pra Cleire.

7 comentários:

Edna Thomazini - Arte em EVA disse...

Entrevista maravilhosa, Pastora Cleide, sua vida é uma benção!!
Alegrou minha manhã...
Chuva de bençãos sobre vocês!!!

casadosemcristo disse...

Edna, de fato a Cleire é pessoa maravilhosa, ela sempre tem uma boa palavra. Recebemos com alegria a sua profecia, chuva de bençãos.

Márcio Melânia disse...

Acabei de indicar o seu blog para receber um selo veja na postagem e aceite-o com muito amor cristão:

http://noticiascristas.blogspot.com/2009/03/acabei-de-ganhar-mais-um-selo-vale-pena.html

Deus o abençõe.

Diego Sakamoto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diego Sakamoto disse...

Sim, foi muito útil, sou casado há pouco tempo "três meses", Deus despertou o interesse na minha esposa em buscar em sites,comunidades,blogger etc ... com assuntos relacionados com o casamento cristão, ela localizou Blogger Casados em Cristo, que para nós está sendo uma benção.
Deus abençoe a vida de vocêis, que continuem com esse Ministério abençoado ...

casadosemcristo disse...

Oi Diego, Paz! Que bom que você tem sido abençoado através deste ministério, que você curta bastante o seu casamento, celebre a todo tempo, viva bem, e sê feliz.Seja sempre grato pela bondade do Pai. Um forte abraço, em Cristo Jesus, Pr Ismael e Pra Cleire.

Anônimo disse...

Achei linda a entrevista , foi tb muito útil, inclusive imprimi uma cópia para mim guardar . Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...