SEGUIDORES

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Abandonados pelos pais, mas acolhidos por Deus.

Por Pr Ismael.

Salmo 27: 10 “ Porque quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me acolherá.”

Na manhã de hoje, vimos uma reportagem onde o Ministério Público estava interpondo uma ação indenizatória por danos morais contra um casal de pretensos pais adotantes.

O casal havia solicitado a guarda de uma menina de 03 anos, e decorridos 05 meses ,quando a criança já estava criando seus vínculos com a nova família, eles desistiram da guarda e, portanto, desistiram da criança, sem maiores explicações à Justiça.

Daí a ação da Promotoria Pública, pois segundo técnicos entrevistados, crianças assim, rejeitados não só pela família primária mas também pela nova família terão dificuldades de relacionamentos e podem desenvolver doenças emocionais por toda uma vida.

Toda adoção deve ocorrer, primeiramente, por amor a Cristo, depois por amor a criança e só por último para atender minhas necessidades relacionais.

Quem quer uma criança para seu bem estar pessoal ( melhorar relacionamento conjugal, por exemplo) reveja suas motivações ou desista da idéia.

Compre um bichinho de estimação, pelo menos não vai estar pecando e arruinando quem já está no chão da vida. E olha , cuide bem do animal também porque a Bíblia manda que seja assim.

Davi no salmo 27:10 ( acima) fala do acolhimento de Deus , e como é bom saber dessa disposição amorosa do Pai Celestial, é segurança para a vida.

Ele diz através do Profeta Isaias “ ainda que uma mãe abandone o filho que amamenta, eu o Senhor, jamais te abandonarei, eis que trago o seu nome gravado na palma da minha mão para que de ti não me esqueça”.

É uma alusão àquelas mães que tinham seus filhos levados para serem escravos e elas, mães, escreviam a fogo em suas mãos o nome dos filhos que lhe foram tirados para que nunca esquece-los.

Ele está dizendo, ainda que seja um absurdo, mas é possível uma mãe abandonar o filho, mas eu o Senhor, não abandono nunca, eu não desisto dos meus filhos.

É confortante acreditar nessa verdade, mas por outro lado, pensar na situação de abandono que uma família pode colocar seus filhos é terrível.

Alguns abandonam seus filhos com o rompimento do vínculo afetivo por completo, de forma a não mais estarem juntos em família, onde o pátrio poder deixa até de existir de fato e de direito, mas outros abandonam seus filhos de maneira mais sutil, às vezes nem se dão conta de que também é uma forma de abandono.Vejamos:

-Abandonam materialmente quando deixam de prover o necessário para a vida, como alimento, saúde e proteção.

- Abandonam intelectualmente quando não oferecem aos filhos a educação, o ensino, possibilitando o seu crescimento intelectual.

-Abandonam emocionalmente, quando não oferecem o amor necessário, o afeto, o abraço, a proteção das emoções.

-Abandonam espiritualmente, quando impedem as crianças de irem até Cristo. Jesus falou “ Não impeçais as crianças de virem a mim, pois das tais é o Reino de Deus".

Aos meus olhos , esse último, é um abandono odioso, pois pode interferir na salvação ou perdição eterna de uma pessoa.

E como é possível incorrer nesse abandono espiritual?

É possível quando:

-O interesse e busca por Deus não existe ou é tão pequeno que não influencia positivamente;

-Quando fazem de Deus alguém de menor importância ;

-Quando não ensinam os filhos se relacionarem com Deus através da oração, do pedido de perdão, da gratidão na alma e esperança para o amanhã.

-Não freqüentam uma igreja com regularidade e compromisso. Não a igreja como um fim em si mesmo, mas como um meio de conhecer Deus através do relacionamento Vertical ( homem x Deus )e conhecer um pouco mais de Deus através do relacionamento horizontal ( homem X homem).

-Quando não contribuem com a sua manutenção.

-Quando falam mal dos líderes da igreja, na frente dos filhos, criando assim uma imagem negativa e desestimuladora;

-Quando não apresentam a Bíblia como a Palavra de Deus.


"Se eu cuidar dos filhos abandonados de Deus, Ele cuidará dos meus filhos para que nunca experimentem o abandono..." ( Pra. Cleire ).

Ah! Só lembrando, a igreja é o braço estendido de Deus para acolher os abandonados de toda sorte.

Às vezes eu me pergunto, se dependesse de mim, da minha freqüência, e do meu compromisso, a igreja como braço de Deus, permaneceria aberta ou já teria fechado as portas?

E se dependesse de você? Vamos pensar sobre isso.

No amor de Cristo, Pr Ismael e Pra Cleire.

Um comentário:

Edivaldo Lopes disse...

ola é uma benção seu blog estou a seguia a paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...