SEGUIDORES

sábado, 9 de janeiro de 2010

Ciume doentio ou patológico, o que fazer ?

Por Pastor Ismael

Há um grande número de pessoas que lutam contra o ciúme doentio ( patológico), algumas como vítima outras como autores desse ciúme.
Em aconselhamentos, pessoas ciumentas relatam suas experiências e sofrimentos causados a si mesmo e ao seu cônjuge ou parceiro. É muito  triste a gente ver que alguém está sofrendo de um mal, admite sua existência e  sabe que se não voltar ao equilíbrio acabará gerando danos irreversíveis.Maridos vão embora por não agüentar a pressão, esposas desistem do relacionamento com medo da violência e mesmo de uma tragédia.
Então, resolvi  falar  um pouco mais sobre o assunto, e ver se assim posso ajudar alguém. Se alguém está com dor de cabeça, ele procura um analgésico e pronto, está resolvida questão, porém, transtornos afetivos não são tão símplices assim.
Nessa primeira parte quero falar o que humanamente penso que deva ser feito, depois no próximo post falarei a respeito do que pode ser buscado espiritualmente.
Digite aqui o resto do post

O que dizem os estudiosos do comportamento humano?

Ciúme patológico é “...uma perturbação total, um transtorno afetivo grave. O ciumento sofre em seu amor: em sua confiança, em sua tranqüilidade, em seu amor próprio, em seu espírito de dominação e em seu espírito de posse. O ciúme corrói-lhe o sentimento em sua base e destrói, com uma raiva furiosa, suas próprias raízes. Propicia a invasão da dúvida que perturba a alma, fazendo com que ame e odeie ao mesmo tempo, a pessoa objeto de sua afeição. O maior sofrimento.do ciumento é a incerteza em que vive, pela impossibilidade de saber, com segurança, se o(a) parceiro(a) o engana ou não.
Ainda, segundo o mesmo autor, o ciúme patológico é um transtorno afetivo grave, que corrói e destrói o relacionamento e os sentimentos; é uma perturbação em que o indivíduo se sente constantemente ameaçado. Nesses casos, muitas vezes, a relação é baseada na posse; conseqüentemente, isso bloqueia, não faz crescer o amor. O relacionamento torna-se muito angustiante, tenso, carregado de uma intensa carga emocional negativa. No processo de ciúme patológico, várias emoções, pensamentos irracionais e perturbadores, dúvidas e ruminações sobre provas inconclusivas, idéias obsessivas, prevalentes ou delirantes sobre infidelidade, busca incessante de evidências que confirmem ou afastem a suspeita, além de comportamentos inaceitáveis ou bizarros, são experimentados pelo indivíduo que sofre do problema. A perturbação se manifesta através de sentimentos como ansiedade, culpa, raiva, sentimento de inferioridade, depressão, imagens intrusivas, remorso, humilhação, insegurança, vergonha, rejeição, rituais de verificação, desejo de vingança, angústia, possessividade,baixa auto-estima, muito medo de perder o parceiro para um rival, desconfiança excessiva e infundada, gerando significativo prejuízo no funcionamento pessoal e interpessoal de quem sofre desse mal.

Alguns autores sugerem, por exemplo, que o ciúme patológico possa ser sintoma de um quadro obsessivo-compulsivo, no qual pensamentos de ciúme podem ser vivenciados como excessivos,irracionais ou intrusivos, e podem levar a comportamentos compulsivos, como os de verificação (por exemplo, questionamentos,telefonemas, visitas-surpresa, vasculhar bolsos, bolsas, celulares,agendas, ouvir telefonemas, seguir o cônjuge, abrir.correspondências, entre outros), caracterizados por dúvidas e ruminações sobre provas inconclusivas, na busca incessante de evidências que confirmem ou afastem a suspeita (TORRES et al.,1999).


 Passos que podem ser dados para a cura ou controle.

1-Admitir o problema.Para ser curado é preciso antes de tudo admitir que está doente, não negligenciando, ou negando a situação.

2-Procurar ajuda.Procure ajuda de um conselheiro experimentado, quem sabe um pastor , um profissional da área de psicologia ou psiquiatria.

3-Dialogar.Escolher um momento propício, quando os dois estiverem em condições de dialogar e discutir a relação abertamente , falando sem acusações, mas como alguém maduro que busca a solução de um problema. É preciso nesta conversa falar de sentimentos, e de maneira alguma deixar a conversa descambar para as raias das acusações. Nesse momento é quando cada um conta o que está se passando com seu coração, seus sofrimentos, seus medos, angústias.
A vítima do ciumento deve dizer-lhe  o quanto se sente ferido na sua dignidade e como a paz lhe tem sido roubada, porém ao fazê-lo não acuse, mas fale como se sente. Por exemplo, ao invés de dizer “Olha o que você fez, estou nervosa aqui, até tremendo, você fez isso ou aquilo”, diga: “Eu me sinto péssima quando isso acontece, fico arrasada emocionalmente, pois eu amo você, porém não dá prá viver nessa opressão constante, é  angústia demais”.
Veja que você mostrou o mal que as desconfianças do ciumento lhe provocam, o quanto está nervosa, mas não o acusou. Isso não quer dizer que ele seja o inocente que deve ser poupado, não, mas mantém a porta do diálogo aberta, pois você não apagou fogo com gasolina.
Saber resolver conflitos é uma virtude, Jesus disse que “Bem aventurado são os pacificadores”.
Eu aprendi também com Jesus, algo que quero te ensinar. Quando você tiver que de alguma forma advertir alguém que lhe é querido, comece sempre com um elogio e só depois faça a repreensão, expondo o problema. Quando meus filhos estão precisando de uma advertência eu digo: “Olha, filho! Quero deixar claro que eu ti amo, que você tem sido maravilhoso, porém , não posso deixar de ti dizer que estou muito triste com algumas coisas que tem acontecido na sua vida”. Este ensino de prática de vida você confere nas cartas que Jesus mandou que João escrevesse as sete igrejas da Ásia, onde Ele começa com um elogio e depois dá um puxão de orelhas.( cf Ap1:4 ss )

4-Esforçar-se para que o ciumento não tenha razões, ou seja, não provocar, não piorar a situação com comportamentos que possam sugerir uma traição ou interesse por outra pessoa.É claro que num nível de razoabilidade, porque tem coisas que são perfeitamente evitáveis e não geram prejuízos ou transtornos, mas existem coisas que um ciumento pede ou exige que não dá prá atender, pois conforme diz o texto bíblico em Tito 1: 15 “Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis, antes o seu entendimento e consciência estão contaminados”.
O ciumento acredita sempre que tem razão, que está certo, que a traição já aconteceu, está acontecendo ou vai acontecer na primeira oportunidade. “O ciumento não perdoa e não confia. Se lhe faltam motivos no presente, busca-os no passado e até no imprevisível futuro, ainda que ilusórios, frutos de sua imaginação atormentada” (ROSA, 2005, p. 19).

5-Rever as atitudes tomadas.Aqui serve para ambas as partes, para o autor e para a vítima do ciúme. A vítima deve esforçar-se para não provocar a ira e buscar sabedoria e firmeza no trato com o parceiro ciumento.O autor do ciúme deve se relembrar de algumas brigas passadas e fazer uma análise racional para que perceba que ele não tinha razões, pois as suas suspeitas não se confirmaram, a traição não aconteceu, a perda não chegou, ou seja, não havia motivos justificáveis.

6-Auto-avaliar-se.Os dois devem se avaliar de maneira racional e não emotiva, imparcial e impessoal.  Quando fizerem isso, um vai verificar se tem dado motivos para o outro fique enciumado e deixará de se coomportar desta maneira, o outro, irá analisar quanto as suas manifestações de ciúmes, primeiro se são justificáveis e segundo, que é preciso mudar para continuar.

No próximo post iremos falar o que pode ser feito através do mundo espiritual, qual é o caminho bíblico para tal crise.

Créditos: Trabalho feito com base na publicação da Revista Cientifica eletrônica de Psicologia, pesquisa de Khallin Tiemi Seo,Nov/2005.

10 comentários:

Anônimo disse...

gostei muito,vou pedir para o meu marido ler,pois sofro muito com seu cíume doentio.

SAMARA disse...

foi bastante .meu marido diz que me ama mais adimite que eu suofoco com meu ciume e que ele nao estar mais suportando viver ao meu lado.por favor ore por mim,preciso de uma direcao divina.
as.samara@hotmail.com

Anônimo disse...

gostei muito de tudo muito explicavél...

Anônimo disse...

pastor, eu adquiri este ciumes porque peguei o meu marido vendo pornô na internet, daí não consigo mais confiar. Li toda a tua matéria, já fiz tudo isto, mas acho que na verdade isto é demoníaco para destruir casamentos. Eu estou até pensando em separação por não ter paz e não confiar em meu marido, entrei em depressão e choro muito. Sei que ele me ama, mas sei que será dificil para ele me suportar, então antes que ele me abandone, eu o abandonarei primeiro, porque minhas forças acabaram, os meus conselheiros não conseguiram me ajudar. socorro!

Pr Ismael disse...

Irmã Anonima, paz seja convosco.
Olha, não se resolve um problema criando outro.Esteja cheia do Espírito Santo, busque a Deus por aquilo que Ele é, esqueça por hora o seu problema, adore a Deus. Você pode ter feito do seu marido um deus e isso não está te ajudando.Hoje ele está precisando do seu perdão e amanhã irá precisar de novo, assim como você precisa do perdão de Deus hoje e manhã também.Se em todo caso não estiver conseguindo, é preciso fazer uma consulta com um psiquiatra ele te dará um rémédio que servirá como uma muleta para te ajudar a restaurar tuas emoções, controlando o ciumes.

Anônimo disse...

Gostei muito da matéria. Estou sofrendo com meu marido, até da igreja já saiu devido ao ciúmes, não sei mais o que fazer porque ele não admite o problema e implica o tempo todo com qulaquer coisa, me agrede verbalmente todos os dias e já me agrediu fisicamente várias vezes, estou fazendo um tratamento psicológico pra vê se o problema é comigo, mas até agora a psicologa não achou nada em mim, estou tentando aproximar ele do tratamento mas ele não aceita que tem ciumes... minha vida tá acabando, já não tenho amigos e até da minha família ele tem ciumes e me afastou deles, não tenho paz nem na igreja pois ele fala que estou olhando para os irmãos... no trabalho é pior ainda pois tenho que ligar a cada meia hora para dá satisfação de tudo o que tá acontecendo, sendo que a empresa não aceita esse tipo de comportamento, e não aceita também que saio do trabalho pois está sendo o nosso sustento. A psicologa me instruiu a ser mais rígida, mas piorou ainda a situação, não sei mais o que fazer pois não quero separar, porque apesar de tudo ainda o amo e os que casam em Cristo não se entregam por qualquer adversidade.... peço conselhos, preciso de instruções.... ficarei muito agradecida!!!

Anônimo disse...

Gostei muito da matéria. Estou sofrendo com meu marido, até da igreja já saiu devido ao ciúmes, não sei mais o que fazer porque ele não admite o problema e implica o tempo todo com qulaquer coisa, me agrede verbalmente todos os dias e já me agrediu fisicamente várias vezes, estou fazendo um tratamento psicológico pra vê se o problema é comigo, mas até agora a psicologa não achou nada em mim, estou tentando aproximar ele do tratamento mas ele não aceita que tem ciumes... minha vida tá acabando, já não tenho amigos e até da minha família ele tem ciumes e me afastou deles, não tenho paz nem na igreja pois ele fala que estou olhando para os irmãos... no trabalho é pior ainda pois tenho que ligar a cada meia hora para dá satisfação de tudo o que tá acontecendo, sendo que a empresa não aceita esse tipo de comportamento, e não aceita também que saio do trabalho pois está sendo o nosso sustento. A psicologa me instruiu a ser mais rígida, mas piorou ainda a situação, não sei mais o que fazer pois não quero separar, porque apesar de tudo ainda o amo e os que casam em Cristo não se entregam por qualquer adversidade.... peço conselhos, preciso de instruções.... ficarei muito agradecida!!!

Anônimo disse...

bom pastor realmente lendo esses textos e a cara do que acontece mais realmente é serio demais ne? o ciume e algo aprisiona realmente.paz....foi util demais obrigado pastor por essa colocação do ciume!

Anônimo disse...

olá pastor estou noiva e comecei a perceber que meu noivo tem um certo ciumes patologico,amo muito ele,mas hoje sinto medo de que no casamento isso possa piorar. Ele fala que tem homem olhando para mim e começa a brigar porque eu nao percebi e ele fala que eu ja sabia há muito tempo, essa episódio aconteceu na igreja, hoje ja fico constrangida de ir a igreja por isso. Infelizmente depois disso ele nao quiz mais visitar a minha igreja. Isso fez nós atrasarmos o casamento porque ele começou a brigar comigo sem motivo nenhum e eu cheguei a ponto de terminar, mas passado um tempo reatamos e mudamos a data do casamento e naquele momento foi esquecido essa historia e ele pediu perdão e disse que não iria mais acontecer. Mas passado alguns tempos qualquer briguinha ele tocava nesse assunto e me machucava muito, porque ele criava as coisas, imaginava, eu nem conhecia o rapaz. Ele trabalha muito e mora muito longe da minha residencia por isso é dificil de nos vermos todos os dias e de passear. Eu não tenho amizade para sair e quando eu vou para algum lazer é so com meu irmão ou com meus pais, mesmo assim quando saiu ele fica com raiva, e começa me mandar mensagens pelo celular ofensivas. Eu não sei o que fazer, ando triste porque ele é uma pessoa que nasceu no evangelho tem uma boa familia assim como eu. ele nunca me agrediu fisicamente, é uma pessoa que se preoculpa comigo, romantico, mas o ciumes faz ele transformar de forma que me dar medo e o nosso casamento está tao enrolado, eu perdir o emprego e estou com bastante meses assim desempregada,esse é mais um sofrimento que estou passando pois nós temos contas, parece que está tudo tão dificil. Me diga será que é permissao de Deus para que esse casamento nao aconteça. Qual conselho vc me daria?

Anônimo disse...

me ajude pastor não consigo confiar em meu marido,sei que estou doente,mais não tenho uma pessoa amiga com quem possa desabafar,sofro com isso faz muito tempo,estamos brigando muito,tenho dois filhos e não que eles sofram,não sou assim porque quero, por favor me entenda e me ajude

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...